quarta-feira, abril 18, 2012

Lembro-me...


... como se fosse hoje... Uma primeira troca de palavras numas escadas seguida de uma longuíssima conversa de nem sei quantas horas. Andavas tu a aprender como te guiares pelas estrelas e eu era uma simples aprendiz de feiticeiro. Olho para trás e vejo os anos que já lá vão e o que já se passou... Muitos encontros e alguns desencontros. A identificação desde o primeiro instante, primeiro intrigante e depois difícil de contornar, é o principal pilar de tudo isto. De todas as conversas, de todas as partilhas, de todos os segredos e de todos os olhares trocados. Os rumos destas duas vidas nem sempre foram os mais favoráveis deixando sempre espaço para um "e se?". Perguntas, dúvidas, questões. Muitas a povoar a mente. Gabo-te a paciência destes dois últimos anos, devo dizer-te. Não consigo compreender como foste capaz de aguentar... Ou se calhar até consigo mas simplesmente prefiro não o fazer. Prefiro não o reconhecer pois isso será reconhecer algo que já deveria ter sido reconhecido há muitos e muitos dias atrás. Existem pessoas que entram nas nossas vidas e que, mesmo que tentem empurrá-las para fora apenas por capricho ou porque sim, o que é certo é que elas aqui permanecem. E assim é o teu caso...
Muitas vezes dizem que apenas se dá o devido valor a uma pessoa quando a perdemos e não poderia concordar mais... Foi preciso uma revolução no nosso mundo para que se despertasse para o que estava a acontecer. E parece que agora se chega a algumas conclusões. Boas ou más? É daquelas coisas que apenas o tempo saberá responder. A vida dá muitas voltas, tantas voltas que nos faz cair num verdadeiro turbilhão a alta velocidade. Mas será que não é isso que torna a relação entre as pessoas algo inesquecível? Quero crer que sim. Mesmo à distância, estivemos lá. E que distância... Muitos quilómetros, horas de diferença mas que não impediam que as conversas se desenrolasse como sempre. Mesmo perto e sem olhar... Creio que serás a pessoa que melhor me conhece. Se dissesse o contrário talvez me estivesse a tentar enganar. Sabes o que penso pela resposta mais curta que te possa dar numa mensagem. Lês os meus pensamentos na íris dos meus olhos.

Tu és assim... E gosto de ti desde o primeiro dia...

E porque existem músicas que ficam sempre ligadas a pessoas, esta é a tua banda sonora...

(ok, já sei o que vão dizer... Backstreet Boys e tal... mas o que é certo é que esta era uma das músicas que eu mais ouvia...)

2 comentários:

  1. Eu então não digo nada, porque era fã número um! ahahaha até os fui ver à pouco tempo, para recordar :)***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora fiquei mais descansada ;)

      Eliminar