sábado, janeiro 12, 2013

Eu...

... andava aqui para não falar no assunto mas é mais forte do que eu. Quem é que conseguiu passar, nos últimos dias, ao lado da polémica que associou a marca Samsung e alguns fashion bloggers da nossa praça? O objectivo deste meu post não é, de forma alguma, tecer juízos de valor acerca de ninguém. A principal visada, nas redes sociais, desta polémica foi a blogger Pepa Xavier do Fashion-à-Porter. Ela dizia, no seu vídeo para a Samsung, que gostava de ter uma mala Chanel e que gostaria de trabalhar para a pagar. Ok, qual é o drama disto tudo? O nosso país está em crise, é uma grande verdade, mas aquilo que cada um de nós faz com o seu dinheiro cada um é que sabe e ninguém tem nada a ver com isso! No blog da Rita G., Alentejo e Nova Iorque, li sobre este assunto: "não faças aos outros aquilo que não queres que te façam a ti" e é bem verdade! Nas redes sociais muito se falou sobre o que a Pepa disse e muitas piadas foram feitas (e sim, eu também me ri com algumas delas porque não sou melhor do que ninguém e não tenho qualquer vergonha em admiti-lo). Ok, podem dizer que a Pepa tem uma forma de falar um bocado afectada, aquilo que vulgarmente chamamos "falar à tia de Cascais". Mas quantas pessoas não falam exactamente da mesma forma, sobre os assuntos mais fúteis ou sobre prémios Nobel, e não são criticadas desta forma? 
O principal objectivo deste post é outro completamente diferente... O que me questiono é porque os canais de televisão se preocupam em entrevistar a Pepa sobre este assunto em vez de se estarem a preocupar com assuntos verdadeiramente importantes para as pessoas. Os nossos meios de comunicação focam-se em assuntos e temas que não deveriam, de forma alguma, surgir nos principais telejornais. Esses deveriam dedicar-se a mostrar assuntos que verdadeiramente sejam alvo de interesse para todos (vá, também não precisam de estar sempre a bater na mesma tecla da crise, existe muito mais mundo lá fora para além disso...). Assuntos como esta "polémica" da Samsung e da Pepa podem ser notícia, sim, mas em outros horários e em outro tipo de programas de informação. Não há que deturpam o sentido e a importância de determinados programas informativos. E pronto é isto... 

7 comentários:

  1. Já leste o meu post sobre o assunto. Abordei de um modo diferente porque acho que já se disse tudo o que havia a dizer :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mais do mesmo. Só me faz confusão um noticiário de horário principal fazer disto notícia.

      Eliminar
  2. Fartinha dessa historia e tens toda a razão!

    ResponderEliminar
  3. @Cat f.: obrigada :)

    @Maria: faz-me confusão é ver dar tanta importância em tanto lado...

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente ctg. Alíás foi logo o q o boy disse sobre a situação. Olha com esta história toda a moçoila ainda tem direito a telejornal. Mas, pq?
    E se ela quer comprar uma Chanel, deixem... Os portugueses são invejosos. Lamento, mas é o q é!

    P.S. Detesto a maneira dela de falar. lololol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ganhou foi cá uma publicidade que o blog dela deve ter subido em visitas de forma astronómica ehehe. Ela realmente não disse nada de mal. Apenas quer comprar uma mala com o dinheiro do trabalho dela. So what?! Mas sim, o que me faz confusão é mesmo a forma de falar eheheh

      Eliminar